AQUARELA EM PASTILHA, TUBO OU LÁPIS AQUARELÁVEL? SAIBA COMO ESCOLHER

A técnica de aquarela é muito antiga. Supõe-se, inclusive, que esse tipo de pintura surgiu ao mesmo tempo que os primeiros pincéis de pelos animais, há aproximadamente 2 mil anos na China. A técnica de pintura aquarelada é muito estudada e trabalhada desde a Idade Média, formando uma boa quantidade de pintores reconhecidos até hoje.

Foram muitas descobertas e avanços para chegarmos até aqui, de forma que temos como opção de materiais a aquarela em pastilha, em tubo e no formato de lápis aquarelável. Afinal, qual aquarela escolher?

Os três tipos são acessíveis e sua aplicação sempre se baseia na diluição do pigmento em água. O que vai diferenciar os tipos de aquarela é o formato, a quantidade de pigmento, o preço e a preferência do artista.

Veja agora como escolher entre aquarela em pastilha, em tubo ou lápis aquarelável.

AQUARELA EM PASTILHA

É o formato mais comum, conhecido por ser vendido em estojos. As pastilhas são os pigmentos, podendo ser vendidas também em unidades. Para aplicar a aquarela em pastilha, cada cor deve ser umedecida individualmente com ajuda de um pincel, tomando cuidado para não sujar o estojo e nem estragar cada pastilha. É essencial cuidar bem na utilização e no armazenamento da aquarela em pastilha para que ela não apodreça ou quebre.

Esse tipo de aquarela tem o benefício de ser mais prática para transportar, dispensando o uso de paletas ou muitos potes para diluir o pigmento. Também são mais econômicas, evitando o desperdício.

AQUARELA EM BISNAGA

O pigmento desse tipo de aquarela já vem diluído em um tubo ou bisnaga, porém bem concentrado. Outro diferencial na aquarela em bisnaga é que a tinta traz alguns aditivos, como a glicerina, que vão deixá-la mais lustrosa e mais fácil de manipular. Como é necessário tirar o pigmento da bisnaga, pode ser mais trabalhoso principalmente para quem não tem prática ou medidas certas para utilizar a tinta.

Para quem trabalha em grandes projetos, os tubinhos têm o benefício de facilitar a mistura de cores e de oferecer melhor regulagem na quantidade de água necessária para chegar ao efeito desejado.

LÁPIS AQUARELÁVEL

Uma boa opção para quem está começando e conhecendo a aquarela. O lápis de cor aquarelável é oferecido por muitos fabricantes, o que ajuda na variedade de cores e tonalidades e também de preços, sendo mais acessível. O lápis aquarelável não é tão satisfatório no objetivo de criar efeitos e cores mais diluídos. Para quem quer cores e formas mais definidos, o lápis é um bom material.

OUTROS MATERIAIS PARA AQUARELA

Existem também as opções de aquarela líquida, já diluída e pronta para utilizar, e das canetas marcadoras aquareláveis, que aceitam a utilização de diluidores para misturar cores e dar uma finalização mais brilhante. Essas duas opções são muito interessantes também para a prática de caligrafia (ou lettering).

Responder

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados são obrigatório.